Blog da Inove Sua Obra

REBOTEC Impermeabilizante funciona?

Se você está aqui, é porque está, assim como eu estive, com a “pulga atrás da orelha” sobre esse tal de REBOTEC, o produto que promete acabar para sempre com a umidade e infiltração nas construções.

Eu já passei por vários problemas com umidade em obras. Sei o quanto isso incomoda, e sei o quanto é caro para consertar os problemas de infiltração, mofo, entre outros.

Talvez isso já tenha acontecido com você também. Talvez você também já tenha tido muitos estresses com reformas, precisando descascar parede, colocar manta asfáltica, usar impermeabilizantes líquidos e quem sabe até fazer macumba!

Mas a droga da umidade e da infiltração sempre voltam… sim, realmente não dá 5 anos e já está tudo ali de novo.

Então eu fui pessoalmente na fábrica do produto REBOTEC para descobrir o que é esse produto e como ele funciona.

Fiquei impressionado com o que vi. Primeiro a simplicidade do Silvio e da sua fábrica. E então os resultados dos testes do REBOTEC, que coisa incrível.

No dia o Silvio me falou sobre uma engenheira, chamada Camila, de uma construtora famosa de Santa Catarina, que deu um depoimento sobre o REBOTEC:

“…por não se tratar de um produto químico, ele não oferece nenhum risco quando incorporado ao material.

Quando o Silvio diz que é nanotecnologia, ele quer dizer que o produto manipula a estrutura da matéria, alterando a molécula e fazendo com que ela não consiga se combinar com a água.

O ar fica aprisionado e cria uma barreira que repele a umidade (característica que protege a estrutura da corrosão, quando agregada ao concreto).

Quando o REBOTEC é agregado no material ele altera os pólos magnéticos e funciona como o “positivo e o negativo”, fazendo com que a água e o material com o produto venham a se repelir.

Por isso que o Silvio pode dar 100/200 anos de garantia, porque uma vez alterada a estrutura da molécula, ela não tem como voltar ao que era antes.

Além disso, os nossos defasados sistemas de impermeabilização, com os quais trabalhávamos antes do REBOTEC, eles criavam uma barreira de física. Essa barreira sim, pode se desgastar, pode não ser uniformemente aplicada (como a gente sabe que acontece, e muito).

O REBOTEC não funciona como uma barreira física, e sim, age na matéria alterando a sua estrutura molecular, tornando a estrutura verdadeiramente impermeável.

Até então, mesmo depois de ter lido muito sobre nanotecnologia e sobre o produto Ultra Ever Dry (teoricamente similar ao REBOTEC) não encontrei contra indicação.

Sugiro aos representantes estudarem os materiais disponíveis na internet sobre impermeabilização nanotecnológica pra que construam os seus próprios argumentos a respeito do assunto.”

Você pode assistir alguns vídeos sobre o produto, porque vale a pena ver do que esse ele é capaz.

Não é por menos que ele está na boca dos principais Youtubers da Construção no Brasil: Wescley do Pulo do Gato na Construção, Josias do JR Construções e Esdras do Macetes da Construção. Os vídeos sobre esse produto tornaram-se virais assim que foram lançados:

Esse foi o primeiro, feito pelo Josias (em 6 dias ele bateu as 600 MIL visualizações):

E então vieram os outros testes dos outros Youtubers, esse é do Wescley:

O Esdras também fez os testes dele, veja:

Também tem o vídeo do Silvio, criador do produto:

Veja como consertar o vazamento na laje por causa da infiltração:

OK! Mas o REBOTEC é tóxico? É seguro usar ele na obra?

Então eu te pergunto:

Com o REBOTEC, chegou o FIM DA UMIDADE?

O REBOTEC é uma espécie de impermeabilizante com nanotecnologia. Na verdade, ele é um Hidrofugante Nanotecnológico. Que palavrão né?

Olha só a definição para Nanotecnologia conforme o site Wikipedia:

“A nanotecnologia é o estudo de manipulação da matéria numa escala atômica e molecular. Geralmente lida com estruturas com medidas entre 1 a 100 nanômetros em ao menos uma dimensão, e incluí o desenvolvimento de materiais ou componentes e está associada a diversas áreas (como a medicinaeletrônicaciência da computaçãofísicaquímicabiologia engenharia dos materiais) de pesquisa e produção na escala nano (escala atômica). O princípio básico da nanotecnologia é a construção de estruturas e novos materiais a partir dos átomos. É uma área promissora, mas que dá apenas seus primeiros passos, mostrando, contudo, resultados surpreendentes (na produção de semicondutores, Nanocompósitos, Biomateriais, Chips, entre outros). Criada no Japão, a nanotecnologia busca inovar invenções, aprimorando-as e proporcionando uma melhor vida ao homem.”

O site Techtudo também explica:

A base do uso da nanotecnologia é o nanômetro, uma unidade de medida assim como o quilômetro, o metro e o centímetro. Ele equivale a um bilionésimo de metro, o que abre espaço para muitas possibilidades, mas também traz grandes desafios para conseguir trabalhar em uma escala tão minúscula.”

O REBOTEC, que é vendido em pó (Onde Comprar o Rebotec), se mistura ao cimento por exemplo através do movimento de fricção mecânica, criando um só material que repele a água.

Facilita o uso da argamassa e do concreto sem aumentar a água, isto é, além do efeito, impermeabilizante, REBOTEC plastifica a argamassa e concreto. Isento de cloretos, o que permite sua utilização em concreto armado e protegido.

Entre as aplicações mais comuns, pode-se citar:

Veja um pouco mais sobre Como Usar o REBOTEC:

Em todas as situações o produto deve ser dissolvido na hora da mistura na betoneira, na colher ou na enxada.

Pra facilitar a sua vida, desenvolvemos uma tabelinha pra ajudar na hora daquela dúvida: Qual o traço para laje, qual o traço para contra piso, etc? Veja a tabela a seguir:

 

Local de aplicação (A) (B) Modo de aplicação
Rebotec Componente(s)
Laje nova c/ cobertura 2 kg 1 saco cimento (50 kg) Misturar normalmente no concreto (ou contrapiso) até formar uma massa homogênea
Laje nova s/ cobertura 4 kg 1 saco cimento (50 kg)
Laje já existente c/ cobertura 2 kg 1 saco cimento (50 kg) Fazer um contrapiso com nomínimo 3 cm, utilizando Rebotec na massa (ou usar o Rebotec Vedalaje)
Laje já existente s/ cobertura 4 kg 1 saco cimento (50 kg)
Estancamento de baldrame (obra nova) 4 kg 1 saco cimento (50 kg) Assenatar a primeira fiada tijolos c/ Rebotec na massa
Estancamento de baldrame (obra já existente) – conserto de rodapé 8 kg 1 saco cimento (50 kg) Romper o reboco e tijolos acima do baldrame e preencher com argamassa
Reboco c/ pouca umidade 1 kg 1 saco cimento  (50 kg) Misturar normalmente na argamassa
Reboco c/ muita umidade 4 kg 1 saco cimento  (50 kg) Misturar normalmente na argamassa
Reboco de muro 4 kg 1 saco cimento  (50 kg) Misturar normalmente na argamassa
Assentamento de Piso 500 g 1 saco de Argamassa AC1, AC2 ou AC3 (20 kg) Misturar normalmente na massa. É importante que toda a superfície esteja coberta pela argamassa
Rejunte do Piso 1 colher de sopa (35 g) 1 kg de rejunte Misturar com o rejunte até ficar homogêneo
Reservatório/Piscina 4kg 1 saco cimento  (50 kg) Misturar normalmente na argamassa de reboco e contrapiso
* OBS 1.: Rendimento será especificado pelo profissional da obra de acordo com o rendimento de 1 saco de cimento (50 kg). Ex: poderá variar espessura do reboco, do contrapiso, etc
* OBS 2.: Além dos componentes acima, use os demais agregados como de costume: cal, areia, água, etc.
* OBS 3.: Muro de arrimo, fazer drenagem de capilarização antes da aplicação do Rebotec.

 
Abaixo está um trecho de um vídeo que o Silvio passa o REBOTEC na mão e coloca a mão na água, veja o que acontece a seguir:

Espero que tenha gostado, obrigado por ler até aqui! Um abraço e até a próxima!

Leonardo da InoveSuaObra

Sair da versão mobile