fbpx

Blog da Inove Sua Obra

Acesse materiais inovadores: "Como Assentar Piso" até vídeos de clientes satisfeitos sobre nivelador de piso, porcelanato, amarração de ferro, entre outros conteúdos de alto valor.

Coberturas para usar na sua obra

Existem muitos modelos de cobertura para usar na sua obra. Da mesma forma, a seleção de telhas é enorme, e cada uma tem um apelo visual diferente.

Se você é pedreiro ou trabalha no ramo de construção civil, com certeza já deve ter ficado perdido com tantas opções.

Foi pensando nisso que elaboramos esse conteúdo. Separamos os melhores modelos de telhado, e até vamos te ajudar a escolher a quantidade de águas da cobertura.

Boa leitura!

Quantas águas são necessárias na cobertura de sua obra?

São chamadas de águas a quantidade de “quedas” presentes no telhado. Esse número depende da obra e do estilo de cobertura pretendido.

Em resumo, existem 3 configurações mais usadas atualmente:

  • Telhado de 1 água. 
  • Telhado de 2 águas. 
  • 3 ou mais águas.

Veja mais detalhes nas próximas seções:

Telhado de 1 água

São telhados com apenas uma queda, sendo muito empregados em obras de pequeno porte. É comum encontrar essa configuração em edículas, dado que as casas desses locais são simples.

Essa cobertura é ideal para casas pequenas – com no máximo 3 cômodos.

Telhado de 2 águas

O telhado de 2 águas é o mais comum, sendo usado em casas de porte pequeno-médio. Ele é caracterizado por ter um formato em V invertido. Ou seja, uma queda de cada lado da obra.

Casas de cohab fazem uso dessa cobertura.

3 ou mais águas

Quando falamos em 3 ou mais águas, a obra precisa ser grande. Isso acontece devido à superfície da residência: por ser muito grande, fica inviável usar apenas 2 águas. 

Além disso, é necessário fazer o escoamento em partes pontuais da residência. Por isso emprega-se essa configuração. 

Qual o melhor modelo de telhado para sua obra?

Existem vários design para telhado, mas os mais comuns são:

  • Telhado aparente.
  • Telhado embutido. 
  • Cobertura invertida. 
  • Telhado de vidro.

Vamos comentar um pouco sobre cada um logo a seguir:

Telhado aparente

Chamamos de telhado aparente quando a cobertura integra o design da casa. Ou seja, além de escoar água, também embeleza a residência.

Esse estilo de cobertura é usado em obras que querem passar uma sensação rudimentar. De fato, o telhado aparente remete às construções encontradas em sítios e fazendas.

Telhado embutido

O telhado embutido não fica visível nos ângulos de visão convencionais. Para enxergar o telhado, o observador precisa ver a residência de cima, por causa das barreiras que escondem a cobertura.

Esse modelo é bastante utilizado nas obras modernas.

Cobertura invertida

A cobertura invertida é para clientes que querem inovar no design de seu imóvel. Afinal, ao invés de escoar a água para os lados, essa cobertura guia a água para uma linha central.

O efeito visual dessa cobertura é magnífico!

Telhado de vidro

Por último, temos o telhado de vidro – um modelo que vem ganhando destaque.

Em resumo, essa cobertura é bastante utilizada em áreas que querem passar a sensação de espaço amplo, ou que se beneficiem da luz solar.

São muitas opções de cobertura, não é verdade? Se gostou deste post, compartilhe!


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: