fbpx

Blog da Inove Sua Obra

Acesse materiais inovadores: "Como Assentar Piso" até vídeos de clientes satisfeitos sobre nivelador de piso, porcelanato, amarração de ferro, entre outros conteúdos de alto valor.

Laje sem umidade!

As lajes são áreas delicadas das obras. Afinal, qualquer pequena rachadura pode acarretar infiltração. Além do problema estético, as infiltrações deterioram, aos poucos, a estrutura da construção.

A melhor maneira de evitar esse problema é através da impermeabilização da laje. Os produtos Rebotec são excelentes para essa função, em especial o Rebotec Vedalaje.

Esses produtos possuem a melhor tecnologia do mercado, trabalhando até com nanotecnologia.

Neste conteúdo, vamos explicar tudo sobre infiltrações, suas causas e soluções, assim como apresentar os produtos certos para cada caso.

Leia até o final!

É possível ter laje sem umidade?

Ter laje sem umidade é possível sim, mas muito improvável. Isso acontece porque os produtos convencionais não oferecem uma solução duradoura para a vedação, a qual se deteriora com rapidez.

Além disso, a maioria das soluções para infiltração também não é conveniente – e pouco eficaz, diga-se de passagem.

O ideal, sem sombra de dúvidas, é impedir que esse problema surja, e isso começa no campo de obra. Ao utilizar os produtos certos, como o Rebotec Impermeabilizante, você garante uma laje sem umidade, afastando de vez as infiltrações.

Vamos apresentar as formas como a água se aloja na laje.

Como acontece a infiltração na laje?

A infiltração é um problema que, embora pareça pequeno, pode se tornar muito grande ao longo do tempo. Em resumo, o problema consiste de água na laje, a qual pode advir de diversos canais.

Em geral, os motivos mais comuns desse problema são os seguintes:

  • Deterioração natural. 
  • Laje sem impermeabilização. 
  • Laje sem manutenção recorrente. 
  • Pontos que acumulam água. 
  • Trincas que vazam água. 
  • Telhas quebradas.

Há, ainda, o problema de vazamentos no encanamento, que acabou ficando de fora. Eles costumam ser facilmente identificáveis, por isso deixamos de lado.

Veja mais detalhes sobre cada um dos motivos listados:

Deterioração natural

Todas as obras, por mais tecnologia que empreguem, ainda sofrem com a deterioração natural. Ou seja, às vezes a infiltração ocorre por causa da ação contínua das forças naturais.

Um elemento que degrada a laje, por exemplo, é a variação de temperatura. Essa oscilação faz com que a estrutura seja expandida e comprimida, degradando os materiais utilizados.

Vale lembrar que a Rebotec trabalha com um componente elástico, permitindo que o impermeabilizador oscile junto com a estrutura. É por isso que podemos chamar de “solução permanente”.

Os produtos tradicionais, por outro lado, não possuem essa maleabilidade. Então, eles se deterioram rapidamente, causando o problema com mais frequência.

Laje sem impermeabilização

A deterioração natural acontece mesmo quando usamos materiais que visam impedir a passagem da água. Todavia, em algumas ocasiões, nem sequer o produto é utilizado – ou é aplicado de maneira inadequada.

Dessa forma, a laje fica mais frágil, sofrendo ainda mais com a ação do tempo e devido a eventuais fissuras. 

Vale lembrar que uma pequena passagem pode causar uma infiltração severa na construção, sendo necessário, em alguns casos, até mesmo obras de reparo mais complexas.

É por isso que deve-se sempre usar algum material para impedir a passagem de água.

Laje sem manutenção recorrente

Agora você sabe que ter um impermeabilizante não é suficiente para afastar esse problema de sua construção. No entanto, precisamos alertá-lo sobre um elemento importante: a manutenção recorrente!

Quando a obra é feita com materiais tradicionais, a laje sofre deterioração natural (que explicamos acima) e se torna cada dia mais passível de problemas de umidade. É por isso que realizar manutenções periódicas é tão importante.

No caso, devemos ficar atentos aos sinais da infiltração – ainda mais quando está nos estágios iniciais.

Portanto, qualquer mancha na parede/teto deve ser investigada com cuidado.

Pontos que acumulam água

Talvez o maior causador de infiltração na laje seja o acúmulo de água. Note que, mesmo em obras muito bem projetadas, ainda há possibilidade de desnível na cobertura, o que pode causar o problema.

Um detalhe muito importante, mas bastante negligenciado, é o escoamento de água no telhado. Uma calha mal planejada pode causar acúmulo de água, o qual pode danificar a laje e, por fim, evoluir para infiltração.

Todos esses detalhes são bastante difíceis de observar, caso você não tenha experiência na área.

Trincas que vazam água

As trincas são problemas difíceis de lidar. Quem não conhece sobre o assunto pensa que se trata apenas de um vão minúsculo na parede/laje – quando na verdade não é bem assim.

Em resumo, as trincas surgem devido às tensões que o material está suportando. Se a tensão for acima da resistência mecânica da área, ela vai ocasionar uma trinca – ou sintomas ainda piores.

Quando aparecem na laje, além de causar a vazão de água, também devem ser vistas como um alerta para os moradores. Afinal, há algo fora dos conformes na construção – o qual precisa ser analisado com cautela.

Close-up of concrete wall with crack, backgrounds

Telhas quebradas

Falamos sobre o perigo do acúmulo de água, e até explicamos duas maneiras comuns de esse problema ocorrer. No entanto, deixamos as telhas quebradas de fora, pois esse tema requer um título só dele.

Aliás, as telhas nem precisam estar quebradas; apenas uma ou outra mal encaixada já fomenta o surgimento de infiltrações na construção.

Tome cuidado na hora de selecionar as telhas para sua construção. Afinal, telhas de baixa qualidade tendem a durar menos – trincando, rachando e quebrando com mais facilidade.

Como resolver o problema da infiltração?

A melhor maneira de impedir o problema de infiltração é usar os melhores produtos de construção civil do mercado. No caso, os mais tecnológicos e modernos à nossa disposição – e claro, seguir boas práticas de construção.

Ou seja, isso significa realizar as seguintes ações na construção:

  • Impermeabilizando a laje. 
  • Tornando paredes resistentes à água. 
  • Não deixe nenhuma rachadura na obra. 
  • Tome alguns cuidados após bater a laje.

Nas próximas seções, vamos explicar, em detalhes, cada um dos métodos listados acima. Confira:

Impermeabilizando a laje

Dentre todas as soluções, a mais simples – e que resolve a maioria dos casos – é aplicar algum produto para impedir a passagem de água na laje. Ou seja, basta impermeabilizar a laje.

Note que essa solução é ideal nos casos onde temos uma leve deterioração do produto selante original. Como foi explicado, a maioria das obras usa produtos tradicionais, os quais sofrem muito por causa das oscilações de temperatura.

No entanto, estamos falando de um momento posterior à construção – o qual não se aplica a nosso caso. Mas vale guardar esse conhecimento para uma eventual ocorrência.

Tornando paredes resistentes a água

Embora saia um pouco fora do tema, devemos alertar para a necessidade de tornar as paredes resistentes à água. 

Somente argamassa ou cimento já dão conta do recado. Tenha cuidado na hora do acabamento, dado que é fundamental para um bom resultado.

Caso a infiltração ocorra devido à rachaduras ou fissuras, por exemplo, temos a necessidade de usar material selante após realizar um tratamento.

Quando falamos em áreas externas, vale a pena usar cerâmicas, pedras e porcelanatos. Esses materiais são ótimos contra a vazão indesejada de água.

Não deixe nenhuma rachadura na obra

As rachaduras podem aparecer de forma natural durante a obra. Afinal, são várias tensões e efeitos fora de nosso controle, os quais afetam a construção de forma negativa.

Cheque se todas as rachaduras foram tapadas com sucesso. Em caso de notar uma rachadura no pós-obra, não é ideal tapá-la com o mesmo produto aplicado no piso. Isso só vai atrasar a infiltração, não sendo, portanto, uma solução interessante.

O ideal é utilizar um material próprio para isso, como é o caso do Rebotec Impermeabilizante. Ele vai solucionar o problema de uma vez por todas, devido à sua estrutura plástica.

Tome alguns cuidados na hora de bater a laje

Uma solução tradicional para impermeabilizar a laje é usar uma mistura de cimento, água e cola para construção. Essa mistura é tradicional no mundo da construção, mas não se refere a uma solução de ponta.

A melhor maneira ainda é aplicar produtos de qualidade, que fazem uso das melhores tecnologias do planeta. Ou seja, usar os produtos Rebotec vai conferir mais qualidade que a mistura apresentada acima.

Agora que você conhece o poder da Rebotec, vamos falar um pouco mais sobre o que você pode fazer com esses produtos!

Onde você pode aplicar o Rebotec na obra?

Como deve ter ficado claro ao longo deste conteúdo, os produtos da Rebotec são realmente versáteis. De fato, é possível adicioná-los a quase todos os elementos da obra, permitindo aumentar sua qualidade.

Em resumo, pode-se utilizar os produtos nas seguintes competências:

  • Para fazer o reboco. 
  • Na hora de preparar o concreto. 
  • Pode assentar tijolos com Rebotec. 
  • O produto é ótimo no contrapiso. 
  • Serve para rejunte cimentício. 
  • Impermeabiliza tanques, caixas d’água e até piscinas.

Vamos te explicar como fazer!

Para fazer o reboco

Se você segue a NBR, vai poder usar o Rebotec sem nenhuma preocupação. Afinal, ele foi desenhado visando compatibilidade total com as normais – por isso não há nenhum risco associado.

Para produzir a argamassa de reboco, basta seguir o procedimento padrão de produção, adicionando o produto. Lembre-se que ele serve para aumentar a qualidade dos materiais, elevando o projeto a outro patamar.

Porém, fica a dica: evite preparar o reboco de forma manual; use sempre a betoneira para extrair o máximo proveito do produto.

Na hora de preparar o concreto

Um concreto de qualidade é difícil de conseguir, não é verdade? Por sorte, o Rebotec também pode te ajudar nesse momento.

Em resumo, você vai seguir a linha habitual de preparo de concreto, somente adicionando o produto à mistura.

A mistura padrão, por exemplo, é: cimento, agregados, água e Rebotec. Misture bem em uma betoneira e aproveite o material!

Vale lembrar que o produto é compatível com todos os cimentos, desde que sigam a NBR. Caso contrário, analise se você pode adicioná-lo à mistura, de acordo com sua composição.

Pode assentar tijolos com Rebotec

Se você precisa assentar tijolos de maneira firme – e aproveitar para impedir a passagem de água -, o Rebotec Impermeabilizante pode te ajudar.

Em resumo, você pode acrescentá-lo ao traço habitual de argamassa, potencializando seus efeitos na construção.

Uma mistura padrão é: cimento, areia para assentamento, água e Rebotec. Assim como nos demais casos, lembre-se de misturar bem – dado que o produto não é miscível com água.

Um detalhe importante: o traço da primeira fiada precisa ser mais forte que os demais.

O produto é ótimo no contrapiso

Tanto o contrapiso quanto o contrapiso em laje se beneficiam do Rebotec. No caso, basta seguir a mesma regra dos cenários anteriores: siga seu padrão de preparo, mas adicione o produto à mistura –  lembre-se de seguir a NBR.

Tome muito cuidado com o contrapiso para laje: é muito importante consertar as rachaduras, fissuras e emendas antes da aplicação. Além disso, a depender do projeto, pode ser necessário ancorar com argamassa AC3. 

Serve para rejunte cimentício

O rejunte cimentício é muito importante, por isso vale a pena investir um pouco mais em sua qualidade.

Uma ótima maneira de melhorar sua performance é, justamente, adicionar Rebotec à mistura. No caso, tenha em mente que 1 colher de sopa rende 1 kg de rejunte.

A mistura padrão é composta de: rejunte cimentício, água e Rebotec. Use um batedor de argamassa para deixar a mistura homogênea.

Impermeabiliza tanques, caixas d’água e até piscinas

Por fim, você pode utilizar Rebotec para impermeabilizar o reboco em tanques, piscinas e caixas d’água. Para isso, basta misturar cimento, agregados, água e Rebotec, e aplicar no local desejado.

Em média, 4 kg de Rebotec rendem 50 kg de cimento, quando preparado de forma adequada. Respeite a quantidade de água indicada na embalagem!

Quais são as vantagens do Rebotec?

Agora que você conhece algumas aplicações do Rebotec, é hora de falar de suas vantagens. A lista a seguir resume muito bem tudo que o produto tem a oferecer:

  • É uma solução definitiva.
  • Não é tóxico (produto mineral).
  • Pode ser aplicado em vários pontos da obra.
  • É quase 50% mais barato que outros produtos.
  • Aceita qualquer formulação cimentícia.
  • Possui pH neutro após a cura.
  • É fácil de armazenar.

E aí, quer se livrar de uma vez por todas das infiltrações? Use os produtos Rebotec!


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: