fbpx

Blog da Inove Sua Obra

Acesse materiais inovadores: "Como Assentar Piso" até vídeos de clientes satisfeitos sobre nivelador de piso, porcelanato, amarração de ferro, entre outros conteúdos de alto valor.

Umidade no rodapé? Saiba como resolver

A umidade no rodapé é sempre um problema que causa muito transtorno no pós obra. Por isso, criamos um conteúdo especialmente para você que quer saber como resolver esse problema que causa muitas dores de cabeça.

Dessa forma, você deixa a sua obra livre de umidade no rodapé, criando uma construção de alta qualidade, garantindo a satisfação dos seus clientes.

A umidade no rodapé é geralmente causada pela falta de impermeabilização na fundação de uma construção. Porém, em alguns casos a umidade no rodapé pode ser decorrente de falhas na impermeabilização feita.

Em ambos os casos, a umidade acontece porque a água presente no solo começa a ser absorvida pela alvenaria, causando a umidade nos rodapés. Já outra causa para a umidade no rodapé pode ser também pela ação das chuvas, que se infiltram nas paredes.

Quer saber um pouco mais sobre o que é a umidade no rodapé, como ela acontece e como resolver e prevenir esse problema nas suas obras? É só acompanhar até o final do conteúdo que preparamos para você.

O que é a umidade no rodapé

A umidade no rodapé é um problema bastante comum, que causa bolhas na pintura, manchas escuras, esfarelamento e até mesmo o desplacamento do reboco. Por isso, é muito importante solucionar os problemas com umidade o mais rápido possível, evitando maiores danos para a construção.

A umidade no rodapé pode ser causada por vários fatores, como:

  • Falta ou falha de impermeabilização da fundação;
  • Ação da chuva, onde a água bate frequentemente na parede sem impermeabilização correta;
  • Trincas nos rejuntes do piso ou das paredes;
  • Formação de poças de água perto das paredes, que infiltram para dentro da mesma.

Ou seja, basta pequenos cuidados para evitar esse problema na sua obra, garantindo uma construção livre de umidade no rodapé. A forma mais simples de evitar a umidade no rodapé é impermeabilizando a obra desde o alicerce, bem como na massa de assentamento e também na de revestimento.

Com isso, você garante uma construção livre de umidade no rodapé, já que esse problema pode ser muito mais do que apenas um problema estético. Com o aumento da umidade no rodapé, vários microorganismos começam a se desenvolver, como o bolor, que causa problemas respiratórios e alergias.

Tipos de umidade

Existem 4 tipos de umidade que frequentemente são vistos em construções:

  • Umidade causada por intempéries;
  • Umidade causada por condensação;
  • Umidade ascendente por capilaridade;
  • Umidade por infiltração.

Umidade causada por intempéries

Esse tipo de umidade nada mais é do que a umidade causada pela água da chuva, que se infiltra pelas paredes. Esse tipo de umidade acontece principalmente por causa da falta de impermeabilização em:

  • Paredes externas de uma construção;
  • Cobertura de uma construção.

Além disso, esse tipo de umidade também pode ser causado quando há falhas na impermeabilização, como pequenas trincas que permitem a passagem de água. Porém, é bastante simples evitar esse tipo de umidade fazendo a impermeabilização correta das paredes e também da cobertura.

Além disso, utilizar materiais que tenham pouca movimentação interna é essencial para evitar possíveis trincos na construção, evitando a passagem de água. Outra opção para solucionar a umidade causada por intempéries é fazer um bom projeto de beirais, telhados e calhas.

Dessa forma, é possível proteger tanto a laje da construção quanto as paredes externas, diminuindo consideravelmente a exposição da construção com a água da chuva.

Umidade ascendente por capilaridade

Esse tipo de umidade é mais conhecido como umidade no rodapé, já que ocorre na parte inferior das paredes. A umidade ascendente ocorre quando a água presente no solo começa a se infiltrar pela fundação de uma construção.

Como já mencionado no conteúdo, ela pode ser decorrente de falhas na impermeabilização ou até mesmo da total falta desta. Além disso, pode ocorrer também em locais onde o nível do lençol freático é muito alto, ou até mesmo em decorrência das mudanças climáticas.

Porém, esse tipo de umidade pode ser permanente caso não haja uma correção do problema. Por isso, a melhor forma de evitar esse problema na sua obra é fazendo a impermeabilização de toda a obra, desde a fundação.

Umidade por infiltração

A umidade por infiltração ocorre quando ocorre a penetração direta da água pelas paredes. Esse tipo de umidade é mais comum em locais onde houve um escape nos encanamentos, ou falta de impermeabilização ou isolamento em casas adjacentes.

Além disso, a umidade por infiltração pode ocorrer também em subsolos que ficam abaixo do nível do lençol freático e possuem uma impermeabilização insuficiente. Por isso, é muito importante sempre utilizar materiais de qualidade e fazer uma boa impermeabilização da construção.

Umidade causada por condensação

A umidade causada por condensação, assim como o próprio nome demonstra, é causada pela condensação da umidade presente no ambiente. Essa condensação ocorre quando as partículas de água entram em contato com uma superfície mais fria, como metais, vidros, entre outros.

Sabe quando você acorda de manhã, e vê várias gotas de água na janela do quarto? Esse é um exemplo de umidade causada por condensação. Por isso, é também um dos tipos de umidade mais fáceis de resolver, basta apenas diminuir a umidade do ambiente abrindo as janelas ou até mesmo utilizando produtos específicos.

Esse tipo de umidade é mais comum durante o inverno ou em locais mais frios, podendo se tornar um criadouro de microorganismos prejudiciais para a saúde. Por isso, mesmo sendo um tipo de umidade bastante comum, é preciso resolver o quanto antes para evitar danos não só nas paredes, mas também para a saúde.

Como prevenir e resolver umidade no rodapé usando Rebotec

O Rebotec é uma das melhores opções quando falamos em prevenir e resolver problemas com umidade no rodapé. Isso acontece porque o Rebotec age dentro da fundação, não apenas na superfície da parede, sendo muito mais eficaz do que uma pintura impermeabilizante.

Para resolver a umidade no rodapé usando Rebotec, existem 4 passos:

  • Passo 1 – Remova o reboco e os tijolos acima do alicerce o mínimo possível e de forma alternada para evitar danos para a estrutura. Porém, essa remoção deve ocorrer de forma completa, ou seja, vazado de um lado para o outro.
  • Passo 2 – Utilize 2kg de Rebotec para cada 20 kg de argamassa pronta para reboco ou para assentamento.
  • Passo 3 – bata a massa em uma betoneira ou batedor mecânico para obter uma mistura homogênea.
  • Passo 4 – preencha todos os espaços abertos com a massa obtida e faça o acabamento do reboco com o restante. Porém, lembre-se que é preciso fazer o procedimento em todo o alicerce, mas de forma alternada para evitar danos estruturais.

Dessa forma, você age na “raiz” do problema, evitando que a umidade no rodapé apareça novamente. Além disso, é possível utilizar o Rebotec durante a construção da sua obra, evitando futuros problemas de umidade.

Para isso, basta utilizar o Rebotec no concreto, na argamassa do contrapiso e até mesmo na argamassa de assentamento. Basta adicionar 4 kg de Rebotec para cada 50 kg de massa.

Você pode conferir mais dicas sobre as várias utilizações do Rebotec na sua obra no nosso blog, conferindo o artigo que preparamos especialmente para você.

Além disso, o Rebotec é um produto que vai trazer muitas vantagens para a sua construção, como:

  • A ação do REBOTEC não diminui com o tempo, ou seja, seu efeito é permanente;
  • Além de ter efeito impermeabilizante, REBOTEC plastifica a argamassa e o concreto;
  • Isento de cloretos, o que permite sua utilização em concreto armado;
  • Fácil dosagem e mistura;
  • Hidrofugante, ou seja, é um produto que repele a água.

Como prevenir e resolver umidade no rodapé usando Imper Top 512

O Imper Top 512 é indicado para prevenir e resolver umidade em:

  • Umidades positivas, negativas e ascendentes;
  • Paredes e muros sujeitos à umidade;
  • Baldrames, alicerces e fundações;
  • Banheiros, cozinhas e demais áreas úmidas;
  • Pisos frios sujeitos a presença de umidade do solo;
  • Reservatórios de água privativos enterrados;
  • Muros de arrimo e cortinas de concreto;
  • Fontes e jardineiras;
  • Piscinas de concreto enterradas;
  • Paredes de subsolos;
  • Poços de elevador.

O Imper Top 512 é um impermeabilizante semi flexível, indicado para a impermeabilização de locais onde não há movimentações estruturais. É um composto a base de cimento (em pó) e resinas poliméricas (líquido), que devem ser misturados e aplicados diretamente no local a ser protegido da umidade.

Para isso, basta adicionar a parte líquida a um balde ou outro recipiente limpo, e depois acrescentar o pó, misturando tudo com um misturador mecânico. Depois de obter uma massa homogênea, basta espalhar a mistura pela base a ser impermeabilizada utilizando uma trincha.

Vale lembrar, porém, que a base precisa estar limpa, livre de partes soltas e excesso de poeira. Além disso, essa mistura precisa ser utilizada em um período de até uma hora, mexendo novamente a massa a 20 minutos.

Outro ponto importante é que o Imper Top 512 precisa de um tempo de secagem entre as demãos, que varia entre 2 a 6 horas. Depois de feita a aplicação em toda a estrutura a ser impermeabilizada, é preciso esperar 5 dias até se iniciar os testes de estanqueidade.

O Imper Top 512 não é indicado nas seguintes situações:

  • Locais com movimentações estruturais. Para isso, use impermeabilizantes como Imper Flexível ou Imper Fiber;
  • Lajes de cobertura e terraços;
  • Prevenção de vapor de umidade em pressões negativas;
  • Piscinas e reservatórios elevados;
  • Substratos que contenham cal;
  • Como material de acabamento;
  • Bases com fissuras ou trincas ativas;
  • Sobre cerâmica, metal, madeira ou pintura;
  • Exposição permanente ao tempo. O produto deve ser coberto com proteção mecânica.

O rendimento do Imper Top 512 de 18kg é de:

  • 10 m² com 2 demãos (1,8 kg/m²);
  • 6,9 m² com 3 demãos (2,6 kg/m²);
  • 5,3 m² com 4 demãos (3,4 kg/m²).

Como usar Protec Rodapé

O Protec Rodapé é uma massa para parede que serve como um impermeabilizante em casos de umidade ascendente leve e moderada. Ou seja, com o Protec Rodapé é possível recuperar uma parede que esteja em um estágio inicial de umidade, de forma bastante rápida e prática.

Porém, o Protec Rodapé não deve ser utilizado como a única forma de tratamento contra a umidade. Isso porque, se não for solucionado o problema da origem da umidade, o Protec Rodapé não irá surtir efeito por muito tempo.

O Protec Rodapé é indicado para:

  • Paredes internas e externas com umidade ascendente no rodapé;
  • Aplicação sobre reboco e concreto;
  • Pode ser utilizado também em fachadas, de forma a agir como impermeabilizante.

Para utilizar o Protec Rodapé é muito simples. É preciso remover tanto a pintura quanto o reboco danificado pela umidade antes de se aplicar o produto.

Por isso, é preciso remover em torno de 3 milímetros do reboco, retirando toda a parte com umidade, até chegar na camada firme. Depois, é preciso corrigir qualquer trinca ou fissura.

Agora, se o estágio de umidade já for bastante avançado, é preciso retirar todo o reboco e utilizar um outro impermeabilizante para tratar o problema. Somente com a parede tratada que poderá ser utilizado o Protec Rodapé.

Com a parede pronta e livre de umidade, basta misturar o Protec Rodapé utilizando água limpa e um misturador mecânico. Depois de obter uma mistura homogênea, basta aplicar o Protec Rodapé sobre a área a ser tratada e esperar em torno de 2 ou 3 horas para dar outra demão. 

Além disso, é preciso utilizar toda a mistura em até duas horas depois do preparo e esperar até 48 horas antes de pintar a parede. O uso do Protec Rodapé não é recomendado nos seguintes casos:

  • Revestimento de pisos;
  • Aplicação sobre placas de fibrocimento, gesso acartonado, madeira e metais;
  • Tratamento de umidade em superfícies de EPS, fibrocimento, gesso acartonado, pedras e cerâmica;
  • Como único tratamento para umidade positiva e negativa.

Sobre o consumo do produto, o Protec Rodapé rende:

  • 5 kg rende 1,5 m² com espessura de 3 mm;
  • 20 kg rende de 6 m² com espessura de 3 mm;
  • O rendimento geral do Protec Rodapé é de aproximadamente 1,1kg/m²/mm de espessura.

Agora você já sabe um pouco mais sobre a umidade no rodapé, bem como várias formas de resolver esse problema que pode te causar muitas dores de cabeça. Por isso, tudo que você precisa fazer agora é conferir os produtos no nosso site e comprar a melhor opção para a sua obra.


2 comentários sobre “Umidade no rodapé? Saiba como resolver

  1. MUITO BOM ESSAS EXPLICAÇÕES, É ATRAVÉS DELAS QUE ADQUIRIMOS CONHECIMENTO E RESOLVER PROBLEMAS DE UMIDADES QUE ATÉ O MOMENTO NÃO ERA DE CONHECIMENTO TAL PROCEDIMENTO CORRETO, SHOW.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: